News Update :

Seleção neozelandesa se despede do futebol masculino nas Olimpíadas

06/08/2012

Por Rodrigo Augusto
Terminou, na última sexta-feira, a participação da Nova Zelândia no Torneio Olímpico de Futebol das Olimpíadas. Com a derrota para a forte seleção estadunidense, as "Ferns" voltaram para a casa após a disputa das quartas-de-finais, enquanto os "All Whites" caíram ainda na Fase de Grupos. Apesar dos revezes, os sentimentos dos atletas e da torcida neozelandesa em relação aos dois selecionados foram distintos. Confira abaixo um pouco das "despedidas" oceânicas do Futebol Olímpico em Londres.

Ian Hogg (Nova Zelândia, 3) rouba a bola de Neymar (Brasil, 11) num dos raros lances de êxito da defensiva neozelandesa contra o Brasil. Foto: OFC

Os homens encerraram sua atuação em Londres com uma apática atuação contra o Brasil, que resultou numa justa derrota por 3-0. Como de costume, os "Oly Whites" sofreram pelo excesso de defensividade, além de mostrar o velho problema do país: o frágil ataque, que anotou apenas um tento em sua passagem pelo Reino Unido.
Lucas (Brasil, 7) desorienta jogador neozelandês após drible desconcertante. Foto: AFP
Já classificado, o Brasil jogava com o objetivo de garantir a primeira colocação da chave. Recheado de milionárias estrelas como Neymar, Marcelo, Thiago Silva e cia., a "Seleção Canarinho" passou como um "trator" sobre a Nova Zelândia, apesar de ter uma atuação relativamente apagada, evidenciando a diferença técnica entre os dois selecionados.
Tim Payne (Nova Zelândia, 2) mostra disposição ao dividir bola com Danilo (Brasil, 14). Foto: Caught Offside
A abertura do placar foi realizada aos 23 minutos da etapa inicial: após tabela com Leandro Damião, Danilo saiu frente a frente com o goleiro O'Keefee e mostrou toda sua categoria para inaugurar o marcador.
Tommy Smith (Nova Zelândia, 5) tenta parar Neymar (Brasil, 11) puxando a camisa do atleta tupiniquim. Foto: Reuters
O segundo gol Brasileiro surgiu seis minutos depois: Marcelo amaciou a bola e deu belo passe de calcanhar para Alex Sandro, que só ajeitou a redonda para o "matador" Leandro Damião mandar para as redes oceânicas, decretando o placar de 2-0 ao término da etapa inicial.
Danilo (direita, Brasil) celebra seu primeiro gol nesta edição das Olimpíadas. Foto: The Guardian
A torcida estava mais animada com as firulas e lances de efeito de Neymar do que com o jogo em si, o qual se mostrava como um "amistoso de luxo" para o Brasil, ou mesmo, um "treino" de ataque contra defesa.
Neymar (Brasil, 11) tenta se livrar da marcação de Adam Thomas (Nova Zelândia, 12). Foto: Getty Images
No segundo tempo, o golpe de misericórdia surgiu aos 7 minutos, quando Marcelo, que estava em dia inspirado, cobrou uma falta em direção à área; a bola atravessou a zaga dos "Kiwis" e chegou até Sandro, que só desviou para decretar 3-0 e "fechar o caixão" neozelandês.
Nem mesmo a presença do fofo bebê neozelandês com seu kiwi de pelúcia serviu como ânimo para os "All Whites" conquistarem a primeira vitória nas Olimpíadas. Foto: NBC
Com o término da partida e a desclassificação neozelandesa, ficou evidente que, embora o país tenha evoluído em termos de participações internacionais, tendo inclusive sido eliminado da última Copa do Mundo sem perder um jogo sequer, ainda encontra dificuldades em jogos nos quais necessita atacar para a construção da vitória. A derrota para o Brasil pode ser considerada normal, mas os revés ante Belarus e o empate contra o Egito são resultados ínfimos para uma seleção que conseguiu reunir um de seus melhores planteis, contando com a presença de astros, como Smeltz e Nelsen, e jovens de destaque, como Barbarouses e Dakota Lucas.
Assista aos gols da vitória brasileira sobre a Nova Zelândia
Share this Article on :

0 comentários:

Postar um comentário

 

© Copyright Futebol Oficial - Nosso futebol é a Lusofonia 2010 -2011 | Design by Herdiansyah Hamzah | Published by Borneo Templates | Powered by Blogger.com.